Qual é o Melhor? Piano de Cauda ou de Armário? Conheça os Critérios

Você sabe qual é a diferença entre o piano de cauda e piano de armário e qual é mais vantajoso de se aprender?

Na verdade, não existe um instrumento mais vantajoso. A escolha do tipo do piano vai depender muito do que a pessoa quer. Mas existem algumas diferenças básicas entre o piano de cauda e o piano de armário que vamos explicar no artigo de hoje.

Antes de tudo, é bom ressaltar que nenhum dos dois é melhor do que o outro no quesito qualidade de som. A qualidade de som de um piano vai depender, dentre outros fatores, do comprimento das cordas, que quanto mais compridas menos distorcem o som.

Qual é o Melhor? Piano de Cauda ou de Armário?

Os pianos verticais

Os pianos verticais possuem as cordas mais compridas do que os pianos de cauda. Uma das diferenças entre piano de cauda e piano vertical diz respeito ao tamanho das cordas. Para quem um piano de cauda possa soar como um vertical, ele precisa ser bem grande, devido à disposição horizontal das cordas em seu interior. Isso não faz, porém, com que seu som seja de qualidade inferior.

A altura de um piano vertical pode variar de acordo com a marca e o modelo, como a Espineta, o Consolette, de Estúdio ou um Profissional. A altura pode variar entre 89 cm e 1,5 m.

A desvantagem dos pianos verticais em relação aos pianos de cauda diz respeito à sonoridade. Um piano profissional da marca Yamaha, por exemplo, possui uma sensibilidade e um volume perfeitos. No entanto, as cordas ficam “trancadas” na parte de trás do instrumento, sendo que o som geralmente bate contra a parede e abafa a sonoridade.

Para quem não pode investir muito em um piano vertical (até porque, o piano citado da Yamaha pode ser encontrado em uma faixa de R$50.000 a R$60.000 dependendo da loja), talvez a melhor opção seja um console, pelo tamanho e pelo preço reduzidos. É um dos melhores modelos para se ter em casa.

No entanto, o timbre do piano não é dos melhores. Isso acontece porque o tamanho das cordas é reduzido, já que o piano é um pouco mais compacto e o mecanismo fica bem próximo do teclado.

E quanto aos pianos de cauda? Quais são seus atributos?

como tocar piano

Os pianos de cauda são ainda mais altos, sendo que alguns podem atingir até 3 metros de altura com a cauda levantada. Os modelos geralmente são bem mais caros, e a sonoridade é excelente.

Dependendo do tamanho, não é recomendado ter em casa, como os pianos orquestrais, por exemplo. Além disso, os valores podem facilmente ultrapassar os R$60.000.

Alguns pianos possuem uma sonoridade bem potente, o que ironicamente faz com que o piano não possa se adaptar a qualquer ambiente, sendo que ele precisa ser preparado para a reverberação do som do instrumento.

É preciso ficar atento no caso de querer comprar um piano ¼ de cauda Baby Grand, mas não chega aos pés de um piano profissional ou orquestral.

Já o ¼ Crapô-Mignon é um piano bonito, possui altura mediana, que chega a 1,5 m. É o menor modelo de piano de cauda, e o seu som não é dos melhores, possuindo uma qualidade extremamente inferior quando comparado ao piano orquestral, por exemplo.

Se analisarmos a diferença entre piano de cauda e piano vertical, percebemos que há uma diferença em relação à envergadura acústica, que é melhor nos pianos verticais. Por esse motivo, muita gente opta por adquirir um piano vertical ao invés de um piano de cauda.

No entanto, um piano de cauda orquestral continua estando no topo dos instrumentos. No início é interessante investir em pianos verticais, mas com o passar do tempo é possível fazer a migração para um piano de cauda.

 

Se você gostou do artigo de hoje, deixe a sua curtida abaixo e não se esqueça de compartilhar o conteúdo em suas redes sociais! Boas aulas e até o próximo artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *